segunda-feira, 19 de agosto de 2013

asas imaginárias


 foto: Maksuel Martins

500 anos... era o que ia durar. mas o tempo, deste lado, era contado diferente... ela demorou demais pra entender...
o céu estava longe... era o infinito do seu olhar...
lá o tempo se perdeu...

ela voou, mesmo sem asas... tentando colher os grãos de areia que se esvaíam da ampulheta...
o tempo fugia... nada poderia se feito... Chronos era o único culpado.

mas o amor não entendia o tempo... embora ela achasse que devesse encontrar um meio de fazê-lo voltar...

até que suas asas imaginárias se quebraram... e ela, sem forças... caiu no mar...
... de suas próprias lágrimas.


by Mary Paes

#marypaes
#poemasdeamor
#poemasdesolidao

2 comentários:

  1. Olá!!!, Deus te abençoe, amiga o seu blog é maravilhoso continue assim, S-U-C-E-S-S-O
    Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
    Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?ref=ts&fref=ts
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ótima prosa poética cheia de imagens.

    ResponderExcluir